23 Março

Prefeitura faz plano para garantir ônibus a trabalhadores da saúde na Capital –

Prefeitura de Cuiabá, por meio da secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), preparou um plano de preparação especial do transporte coletivo que começa a funcionar nesta segunda (23). O objetivo é cumprir a decisão judicial, proferida pelo juiz plantonista Onivaldo Budny ao atender pedido do Sindessmat, que representa os estabelecimentos de serviços de saúde e determinou que o Executivo  garanta transporte público para os servidores da área.

Ocorre que na última sexta (20), o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) decretou situação de emergência em Cuiabá. Entre as medidas para tentar conter o avanço do coronavírus, está a suspensão de 100% do transporte coletivo a partir de amanhã (23).

Conforme o cronograma, irão circular 120 ônibus somente para o transporte dos profissionais da saúde pública e privada de Cuiabá. Os veículos começarão a rodar a partir das 4h30 de amanhã até 5 de abril.

O Sindessmat considerou que a medida poderia prejudicar o atendimento aos estabelecimentos de saúde, pois impediria os trabalhadores de chegar aos seus locais de trabalho. Por isso, ingressou na Justiça com pedido de liminar, que foi atendido pelo juiz plantonista.

Além disso, o magistrado determinou esterilização diária dos ônibus e disponibilização de álcool gel aos passageiros. A multa diária, em caso de descumprimento, é de R$ 5 mil.

“A Prefeitura de Cuiabá reitera que nesse momento é preciso fazer um apelo à consciência de cada um. A decisão atende aos profissionais da saúde. Respeite. Faça a sua parte. Estamos numa cruzada contra o novo Coronavirus e esse esforço depende da união de todos em defesa da vida”, diz trecho de nota divulgada pela Prefeitura.

Confira, abaixo, as medidas anunciadas pela Prefeitura:

- Os ônibus começarão a rodar a partir das 4h30 do dia 23/03 até a data de 05/4;

- Irão circular 120 ônibus somente para o transporte dos profissionais da saúde pública e privada de Cuiabá, conforme decisão judicial;

- Todas as linhas e itinerários serão mantidas, porém com frota reduzida e consequentemente com intervalos maiores;

- Os horários de entrada e saída dos profissionais, assim como de troca de turnos nas unidades de saúde serão priorizados;

- A entrada no ônibus somente será permitida aos profissionais da área de saúde, sendo exigida Identificação (crachá ou holerite);

- Será obrigatório o uso do cartão de transporte;

- As estações (Bispo, Alencastro e Ipiranga) irão permanecer fechadas para evitar aglomerações evitando a propagação do Coronavírus;

- Os coletivos irão rodar, seguindo a determinação judicial, com 50% de sua capacidade total. Na prática, 35 pessoas em cada  viagem.

 

Fonte: RD News

Ler 62 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Facebook

Parceiros

 

Contato

Sindessmat - Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso

Rua Barão de Melgaço, n° 2754

Edifício Work Tower - Sala 1301

Cuiabá - MT

Telefone: (65) 3623-0177

Email: diretoria@sindessmat.com.br

Sobre nós

O SINDESSMAT – Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso – conforme seu Estatuto, é constituído para fins de estudo, coordenação, proteção e representação legal da categoria dos estabelecimentos de serviços de saúde, dentro do estado de Mato Grosso.