21 Agosto

A importância da gestão da cadeia de suprimentos foi tema de palestra no Sindessmat Destaque

Cerca de 45 profissionais, gestores da área de suprimentos de todo o Estado, participaram do encontro

Coordenar uma instituição de saúde, atualmente, é praticar uma gestão com ênfase nos recursos humanos, no capital intelectual e, principalmente, nos processos. O bom funcionamento desse sistema está ligado intimamente à parte de logística de suprimentos. Com isso em mente o Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado do Mato Grosso (Sindessmat) em parceria com a Bionexo realizaram a palestra Ciclo de Inovação na Saúde com ênfase na gestão da cadeia de suprimentos, nesta terça-feira (20.08), na sede do sindicato, em Cuiabá.

Cerca de 45 profissionais, gestores da área de suprimentos de todo o Estado, participaram do encontro, trocaram experiências e conhecimentos sobre o planejamento de estoques e como obter melhores resultados.

Devido à complexidade de atividades pertinentes à área, a gestão de logística de suprimentos acaba por se tornar uma das maiores dificuldades das instituições. Isso porque ela envolve desde seleção, controle, compra, estoque, armazenamento a distribuição. Além de exigir do profissional atributos como planejamento e supervisão, assim como pensamento estratégico.

Segundo o palestrante e gerente de gestão e desenvolvimento de clientes da Bionexo, Rodrigo Aranda, o objetivo do encontro foi o de trabalhar as principais dificuldades dentro da área de planejamento, controle e gestão de estoque hospitalar. “Debatemos desde a ausência de um planejamento integrado, a otimização de recursos (tempo, espaço e dinheiro) ao principal problema da área hoje: a compra de urgência”, disse.

Para o especialista a compra de urgência gera um cenário dentro do hospital que é o pior possível. “Por exemplo, você vai comprar um medicamento de última hora, que custa R$ 70 reais, porém o faturamento mínimo daquele fornecedor é de R$ 1000 reais, ou seja, você gasta R$ 930 a mais e aumenta seu estoque com um medicamento que você precisa apenas para atender uma emergência. Além de afetar o nível de serviço de hospital, ela gera um excesso de estoque. Por isso é necessário combater a compra de urgência”, pontuou.

E para que isso aconteça é importante uma mudança de paradigma afirmou Rodrigo Arana. “Parar de olhar no retrovisor, trabalhar com analise, planejamento, para se ter uma gestão de estoque mais eficiente. E na Bionexo isso é feito por meio de um sistema. Utilizamos os últimos três anos de consumo de um hospital, para calcular seu estoque ideal e comparamos com o atual. E o que estiver acima reportamos como excesso, o que está baixo damos uma sugestão de compra. Além de apresentarmos indicadores de desempenho e um plano de compra para os próximos seis meses”, afirmou.

Um dos maiores benefícios da utilização dessa ferramenta é a rapidez no processo. “É muito comum encontrar em clínicas e hospitais, um sistema de gestão de planilha de excel, e com ele a tomada de decisão demora entre 3 a 5 dias, o que é muito lento. Com o nosso sistema todo dia é dado uma posição do estoque. Para se ter uma ideia, gerencio hoje um hospital com compras de R$ 14 milhões, com a utilização da nossa ferramenta eles tiveram uma economia de R$ 3 milhões nos três primeiros meses. Um impacto expressivo”, ressaltou o palestrante.

Rodrigo ainda destacou que para um hospital é importante ter um cuidado com a cadeia de suprimento primeiro por conta da saúde. “Com o produto certo o médico ou enfermeiro pode trabalhar da maneira correta. Dar mais qualidade para saúde do paciente. E em segundo é dar informações para que os profissionais possam fazer uma gestão financeira melhor, em que ele consiga negociar novos contratos, trazendo um impacto positivo como um todo. Tanto na frente financeira como na área de operações e prestação de serviço da sociedade”.

Para o assistente administrativo da Hemocor, Pedro Henrique, a palestra veio em um momento bastante oportuno. “Atualmente estamos com falhas na entrada e saída de suprimentos. Então vim hoje para justamente ver uma maneira para colocar em ordem nossa gestão de suprimentos e manter o controle. Eventos como esse são muito importantes”, ressaltou.

E por conta de falhas como essa é que os associados pediram a realização do evento com esse tema contou a diretora executiva do Sindessmat, Patrícia West. “A gestão de suprimentos é um setor critico e estratégico dentro das instituições. É o segundo maior custo dentro de um hospital, e uma boa gestão do setor, com eficiência, representará um resultado positivo. Por isso optamos por esse treinamento, que só foi possível devido a parceria com a Bionexo, que trouxe o Rodrigo, um especialista na área”, afirmou.

Assessoria de imprensa Sindessmat - ÍconePress

Ler 55 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Facebook

Parceiros

 

Contato

Sindessmat - Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso

Rua Barão de Melgaço, n° 2754

Edifício Work Tower - Sala 1301

Cuiabá - MT

Telefone: (65) 3623-0177

Email: diretoria@sindessmat.com.br

Sobre nós

O SINDESSMAT – Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso – conforme seu Estatuto, é constituído para fins de estudo, coordenação, proteção e representação legal da categoria dos estabelecimentos de serviços de saúde, dentro do estado de Mato Grosso.