08 Agosto

Demanda por remédio de maconha cresce 700% desde 2015, diz Anvisa Destaque

Empresas que atuam com terapias de autismo, epilepsia e Alzheimer calculam centenas de pedidos pendentes na Anvisa

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro critica a lentidão nas operações da Anvisa, como fez nesta terça-feira (6) em evento da farmacêutica Cristália, cresce na agência a fila de pedidos de importação de remédios com canabidiol, que estão na mira de ataques de seu ministro da Cidadania, Osmar Terra. A demanda pela importação de tratamentos baseados em substâncias da planta de maconha saltou 700% desde 2015, segundo dados da agência.

Tempo Empresas que atuam na facilitação de importação de medicamentos a base de cannabis para terapias de pacientes com autismo, epilepsia, Alzheimer, dores crônicas e outros, calculam que centenas de pedidos estão pendentes na Anvisa.

Relógio Os pacientes ligados à Indeov, especializada em acesso à cannabis medicinal no Brasil, somam aproximadamente 250 autorizações paradas, de acordo com Camila Teixeira, presidente da empresa.

Saúde Segundo Teixeira, o processo que já foi feito em cinco a dez dias, hoje pode levar mais de 50 dias. Norberto Fischer, diretor da Hempmeds e pai de Anny, a primeira criança brasileira autorizada a importar o canabidiol no Brasil em 2014, diz que ela ficou 60 dias à espera de uma renovação.

Espera A GreenCare, outra empresa que atua no segmento, também relatou reclamações de pacientes sobre a demora da Anvisa. “São centenas de famílias em situação grave de saúde aguardando atenção dos reguladores”, afirma em nota.

Na fila Procurada, a Anvisa diz que a demanda cresceu consideravelmente, sem que houvesse alteração nos recursos disponíveis para atendê-la. Grande parte do aumento aconteceu a partir de 2018. “Com isso, mesmo com as melhorias no processo de trabalho interno nesse período, o prazo de análise tem aumentado cada vez mais”, afirma a agência.

Fonte: Folha de S. Paulo

Ler 42 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Facebook

Parceiros

 

Contato

Sindessmat - Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso

Rua Barão de Melgaço, n° 2754

Edifício Work Tower - Sala 1301

Cuiabá - MT

Telefone: (65) 3623-0177

Email: diretoria@sindessmat.com.br

Sobre nós

O SINDESSMAT – Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso – conforme seu Estatuto, é constituído para fins de estudo, coordenação, proteção e representação legal da categoria dos estabelecimentos de serviços de saúde, dentro do estado de Mato Grosso.