14 Setembro

Defesa Civil emite alerta sobre baixa umidade relativa do ar em toda a baixada

O aumento do número de queimadas urbanas somado às condições climáticas tornou a qualidade do ar difícil de respirar nesta semana em Cuiabá. Em razão da umidade, que chegou a 11%, menor índice do ano, a Defesa Civil do município emitiu um alerta para a população sobre cuidados com a saúde.

Conforme diretor de Proteção e Defesa Civil, o coronel do Corpo de Bombeiros Paulo Wolkmer, é comum nestas condições haver maior sensação de cansaço, indisposição física, ressecamento da pele, dos olhos, nariz e garganta. Também aumentam as probabilidades de incêndios.

“É aconselhável não praticar exercícios físicos nos horários entre 10h e 16 horas, mesmo que em local coberto, ingerir muita água, a utilização de umidificar nos ambientes é recomendável, também fazer uso de roupas leves. Nas escolas, os professores devem estar muito atentos. Na exposição direta aos raios solares, é importante o uso de guarda-sol e protetor solar”.

Para sexta, sábado e domingo, a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia do Brasil (Inmet) é que a situação fique menos crítica, com previsão de temperatura que estava em sua máxima a 40º Celsius para 38º e 35º C, já a umidade deve estar entre 14% e 33%, pois há 80% de probabilidade de chuva para a tarde sexta, já sábado e domingo o céu deve estar encoberto com pancadas de chuva e trovoadas isoladas.

 A médica da Policlínica do Verdão, Bruna Patrocínio, explica que houve aumento no número de atendimentos neste período. Em julho, quase mil pessoas com sintomas de problemas respiratórios precisaram de atendimento com aerossol e 13,8 mil fizeram uso de medicamentos na unidade.

“É muito comum o surgimento de doenças que apresentam irritação na garganta, quadro de alergias, tosse seca, episódios asmáticos e mesmo resfriados. Para prevenir problemas mais sérios, é necessário beber ao menos 2 litros de água por dia, priorizar alimentação leve, com frutas, legumes e sucos”, frisa.

Recomendações para o período

  1. Ingerir muita água;
  2. Evitar exercícios físicos entre 10h e 16 horas;
  3. Evitar grandes aglomerações;
  4. Evitar exposição prolongada a ambientes com ar condicionado;
  5. Utilizar em ambientes internos baldes com água, toalhas molhadas e umidificadores de ar (no caso de baldes vale observar que devem estar fora do alcance das crianças);
  6. Evitar exposição direta aos raios solares. Caso exposição seja inevitável - utilizar protetor solar, guarda sol com UV e roupas leves;

 

  1. Não provocar queimadas.

Umidade relativa do ar

Acima de 30% - Aceitável

Entre 21 e 30% - Estado de Atenção

Entre 12 e 20% - Estado de Alerta

Abaixo de 12% - Estado de Emergência

 

Fonte: Circuito MT

Ler 4 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Facebook

VII CONGRESSO BRASILEIRO FENAESS. Cuiabá - MT - 20 e 21 de Setembro de 2018

INSCRIÇÕES
Toggle Bar

Parceiros

Contato

Sindessmat - Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso

Rua Barão de Melgaço, n° 2754

Edifício Work Tower - Sala 1301

Cuiabá - MT

Telefone: (65) 3623-0177

Email: diretoria@sindessmat.com.br

Sobre nós

O SINDESSMAT – Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso – conforme seu Estatuto, é constituído para fins de estudo, coordenação, proteção e representação legal da categoria dos estabelecimentos de serviços de saúde, dentro do estado de Mato Grosso.