11 Maio

Câmara aprova autorização para conselhos regionais registrarem tecnólogos em administração

A profissão de tecnólogo exige curso superior, com duração entre dois e três anos. Proposta voltará para análise do Senado

 

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (8), em caráter conclusivo, o Projeto de Lei 2219/11, do ex-senador Sérgio Zambiasi, que permite aos conselhos regionais de administração (CRAs) reconhecer e fazer o registro do ofício de tecnólogo em administração.

O texto foi aprovado na forma do substitutivo da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público e seguirá para nova análise do Senado, a não ser que seja apresentado um recurso para que a matéria passe antes pelo Plenário da Câmara.

 

O relator na CCJ, deputado Hildo Rocha (PMDB-MA), defendeu a aprovação do substitutivo.

 

Lacuna na legislação

O conselho federal da categoria já aprovou o registro da atividade de tecnólogo por meio de resolução normativa (374/09). As entidades locais, entretanto, ainda não realizam a formalização por falta de autorização legal.

 

A proposta inclui os tecnólogos em administração na lei que dispõe sobre a profissão de administrador (4.769/65). Assim, os conselhos terão autorização legal para fazer o registro da categoria.

 

A profissão de tecnólogo exige curso superior, com duração entre dois e três anos e obrigatoriedade de estágio supervisionado e/ou um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Fonte: Agencia Câmara 

Ler 40 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Facebook

Parceiros

Contato

Sindessmat - Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso

Rua Barão de Melgaço, n° 2754

Edifício Work Tower - Sala 1301

Cuiabá - MT

Telefone: (65) 3623-0177

Email: diretoria@sindessmat.com.br

Sobre nós

O SINDESSMAT – Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso – conforme seu Estatuto, é constituído para fins de estudo, coordenação, proteção e representação legal da categoria dos estabelecimentos de serviços de saúde, dentro do estado de Mato Grosso.